Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 07 de Julho de 2022 - 06:57

SAÚDE PRECÁRIA

Veja vídeo - Paciente é transportado segurando corda para fechar ambulância em Aripuanã

27 de Maio de 2022 ás 08h 49min, por Gazeta Digital
Foto por DIVULGAÇÃO

Imagens que circulam nas redes sociais e grupos de WhatsApp mostram a forma precária com que a Prefeitura de Aripuanã (946,9 km de Cuiabá) tem transportado pacientes em atendimento na rede pública de Saúde. No vídeo, um paciente mostra o interior de uma das ambulâncias da cidade cheia de poeira enquanto retorna ao município após passar por um procedimento cirúrgico em Cuiabá.

Com a perna enfaixada, ele relata que a porta do automóvel é fechada de forma improvisada com uma corda, segurada pelo próprio paciente durante todo o trajeto. Ele ainda direciona críticas à prefeita de Aripuanã, Seluir Peixer Reghin (PSDB).

“Isso aqui é a situação da ambulância em Aripuanã. Tem que amarrar com corda e o paciente tem que ir segurando para porta não abrir. Olha aqui, tudo isso em volta é poeira. Aí vocês me falam a situação que a prefeita faz com a gente. A prefeita na hora de pedir votos na casa da gente, ela vem, promete mil e uma coisas. Mas se nem a parte da saúde eles estão fazendo alguma coisa, imagine as outras cosias. Isso é uma pouca vergonha.”, aponta.

Indignado, o autor do vídeo ainda aponta que precariedade e a sujeira aumentam o risco para que os pacientes contraiam uma infecção.


 

A Prefeitura de Aripuanã, por meio da SEMUSA - Secretaria Municipal de Saúde, esclarece para toda população que já tomou conhecimento do incidente envolvendo a porta da ambulância que fazia o transporte de um paciente de Cuiabá para Aripuanã.

De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Aloiso Fernando Muncinelli, o problema já foi encaminhado para os setores responsáveis para que as devidas providências sejam tomadas.

Um levantamento inicial apontou que o baú da ambulância, citado no vídeo do morador, é fabricado em fibra e teve certo desgaste durante o período que fez serviços de transporte de pacientes, que ainda somam cerca de 73 mil quilômetros.

A porta não só ESTÁ fechando, como também ESTAVA fechando durante o transporte do morador. Mas devido às condições logísticas do trajeto, a porta, feita em fibra, trabalhou e acabou se deslocando.

Tendo conhecimento do incidente, a SEMUSA encaminhou o veículo para um especialista automotivo.

Clodoaldo Martins, da empresa BIG CAR, explicou que o baú dessas ambulâncias não é fabricado para suportar a realidade logística da região e sim para vias pavimentadas. Portanto, o ideal é fazer algumas adaptações para que o veículo se adapte à realidade local.

Para garantir que esse tipo de incidente não volte a acontecer, a SEMUSA já encaminhou o veículo para que seja feita a implantação de um sistema de travamento nas portas traseiras da ambulância. A medida também será aplicada nas demais ambulâncias do município.

Em nome da Prefeitura de Aripuanã, a SEMUSA pede desculpas pelo incidente e reforça que não medirá esforços para solucionar esta situação.