Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bem vindo ao Visão Notícias - 29 de Novembro de 2021 - 04:10

Politica

Câmara vota PA para os próximos quatro anos de gestão

19 de Outubro de 2021 ás 14h 25min, por Helena Benedet
Foto por Assessoria

Com três projetos (de lei, e decreto legislativo), três pareceres, dois requerimentos e 19 indicações, a Câmara de Sinop realizou, nessa segunda-feira (18), a 36ª sessão do ano. Outros três projetos, sendo dois extrapauta, foram encaminhados às comissões.

Os projetos aprovados tratam sobre: a entrega de título de cidadão sinopense ao empresário Alex Barreto de Oliveira, concedido pelo vereador Célio Garcia (DEM), o que nomeia de Darci Dacroce, a rotatória localizada no entrocamento das estradas municipais Pedro Osipi e Silvana, localizada na comunidade Brígida, proposto pelo vereador Paulinho Abreu (PL), e o que trata sobre o Plano Pluriaual (PA) 2022/2025, que define metas do Poder Executivo para os próximos quatro anos. Esses dois últimos projetos ainda necessitam de mais uma votação para que sejam sancionados pelo prefeito Roberto Dorner.

A bancada parlamentar também aprovou os requerimentos que cobram do Executivo informações sobre recursos destinados a Casa de Apoio a Saúde Indígena (CASAI), apresentado pela vereadora Graciele (PT), e a relação dos servidores que desenvolvem ações de assistência técnica no campo, solicitado pelo vereador Luiz Paulo da Gleba (PROS).

E foram para as áreas de saúde, infraestrutura, atendimento público, trânsito, recuperação de estradas, educação, construção de ciclovia, término de obras, alguns dos pedidos feitos pelos vereadores por meio das indicações aprovadas.

Durante a sessão, a presidente da CAOPA (Centro de Acolhimento, Orientação Proteção ao Adolescente), Josi Seger, explanou aos parlamentares os trabalhos desenvolvidos pela entidade, criada há 20 anos e hoje atende 100 adolescentes, de 12 a 16 anos. Na oportunidade, a presidente pediu apoio da bancada para destinação de emendas impositivas. Os recursos, segundo ela, deverão ser investidos na construção da nova sede da Caopa. “Nossa meta com a nova sede é aumentar para 350 crianças atendidas bem como a idade, a partir de 6 anos, já que hoje atendemos a partir dos 12”, informou lembrando que “a Câmara já destinou emendas e os recursos têm ajudado muito a Caopa”.