Bem vindo ao Visão Notícias - 19 de Julho de 2019 - 12:46

SAÚDE

Vereador propõe terceiro turno em Unidades Básicas de Saúde de Sinop

22 de Abril de 2019 ás 20h 34min, por Assessoria
Foto por Gilson Carlos

O vereador Dilmair Callegaro (PSDB), apresentou na sessão desta segunda-feira (22), uma indicação pedindo a abertura de algumas Unidades Básicas de Saúde no período noturno.

A sugestão do vereador, encaminhada para o secretário Gerson Danzer (Saúde) e para a prefeita Rosana Martinelli, levou em consideração uma decisão do governo federal de elevar o repasse para os municípios interessados em aumentar o tempo de atendimento.

A medida tem por objetivo ampliar o acesso aos serviços da Atenção Primária desafogando as Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) e as emergências dos hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo o ministério da Saúde os municípios poderão optar por atendimentos de 60h ou 75h por semana. Hoje a carga horária é de 40h em sua maioria.

Para Dilmair, o caos da Saúde em Sinop justifica a ampliação do horário. "Todos os dias recebemos dezenas de reclamações dos cidadãos de Sinop em relação a saúde. A superlotação na UPA acontece, por exemplo, porque o serviço de retaguarda deixa a desejar. Não por culpa dos funcionários, deixo claro, mas pela falta de gestão. A oportunidade de resolver o problema existe. Basta que a prefeita tenha uma visão humanista sobre a saúde e amplie o horário de atendimento de algumas UBSs", disse o vereador.

O plano de ampliação no atendimento das Unidades Básicas de Saúde prevê acesso a serviços como consultas médicas e odontológicas, coleta de exames, testes de rastreamento para ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis), recém-nascidos e gestantes, aplicação de vacinas, pré-natal, entre outros, durante os três turnos.

O valor dos repasses pode chegar a até 122% sobre o que é feito atualmente.

A decisão sobre quais unidades terão atendimento ampliado será de cada município, considerando a demanda local. Os critérios básicos, no entanto, servem para todos, entre elas, manter a composição mínima das equipes de Saúde da Família - com médico, enfermeiro e auxiliar de enfermagem - sem reduzir o número de equipes que já atuam no município. Funcionar sem intervalo de almoço, de segunda a sexta, podendo complementar as horas aos sábados ou domingos. Priorizar uma parte da agenda para atendimentos espontâneos, ou seja, sem a necessidade de marcar consulta com antecedência e ter o prontuário eletrônico implantado e atualizado.