Bem vindo ao Visão Notícias - 19 de Julho de 2019 - 13:03

Política

Mendes diz que déficit será revisado e prevê melhora em 2020

17 de Abril de 2019 ás 06h 38min, por DOUGLAS TRIELLI / Mídia News
Foto por Alair Ribeiro/MidiaNews

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que a partir do início de 2020 o Executivo conseguirá equilibrar receitas e despesas. Segundo ele, isso ocorrerá após quase 11 anos do Estado fechando suas contas no vermelho.

“Eu acredito que, se tudo correr bem, e se Deus quiser e a equipe continuar trabalhando, temos chances de já no início de 2020 estarmos equilibrados. Será receita igual despesa. Depois de 11 anos no vermelho, temos uma expectativa de estarmos equilibrados em 2020”, disse.

Segundo o governador, a melhora se deve às ações que o Executivo vem adotando desde o início de janeiro, quando conseguiu aprovar na Assembleia Legislativa um “pacotão” de projetos visando o enxugamento das despesas.

“Hoje, tudo o que se arrecada, não paga as despesas do mês. Isso vem acontecendo há anos, mais precisamente desde 2009. Mas uma hora essa conta chega e essa conta chegou. Quando pegamos o Governo, em janeiro, tínhamos mais de 11 mil fornecedores em atraso. Tínhamos R$ 3,5 bilhões em restos a pagar. Isso é tanto dinheiro que é como se Mato Grosso devesse 15 Mega-Senas de final de ano acumuladas. Isso é muito dinheiro”, afirmou.

Conforme Mendes, com os projetos aprovados no início do ano, o Executivo vem conseguindo diminuir seu déficit. Citou como exemplo o fato de que em março de 2019 o Governo fechou com um déficit de R$ 60,9 milhões. O valor leva em conta tudo o que foi arrecadado, o que foi pago e as despesas não pagas no mês. 

O montante é 49,15% menor que o registrado no mês de fevereiro, quando o rombo nas contas do Estado foi de R$ 118 milhões.  O número revela ainda uma tendência de queda acentuada, já que em janeiro o déficit ficou em R$ 168 milhões.

Inicialmente, a previsão era de fechar o ano com R$ 1,8 bilhão em restos a pagar. Esse valor, entretanto, será revisado.

“Deve ser revisado, sim, mas temos o tempo adequado e legal para fazer essa revisão orçamentária. O orçamento foi feito fechado em dezembro, com base nas realidades que tínhamos no mês de dezembro. De lá para cá muita coisa mudou, alterou. Graças ao trabalho de todos que estão envolvidos nessa área, nossa arrecadação é um pouco melhor”, disse.

“A arrecadação do Governo Federal não tem se comportado bem. E nós temos ainda longos meses pela frente para poder comemorar um resultado melhor em 2019. O que posso dizer é que estamos melhorando”, completou.