Bem vindo ao Visão Notícias - 06 de Dezembro de 2019 - 13:33

Legislativo

É babaquice, dispara Jayme sobre pedido de Medeiros para afastar reitora da UFMT

19 de Julho de 2019 ás 09h 29min, por Jacques Gosch / RD News

O senador Jayme Campos classificou como “babaquice” o pedido encaminhado pelo deputado federal José Medeiros (Podemos) ao Ministério da Educação (MEC) para que a reitora da UFMT  Myriam Serra seja afastada do cargo para realização de auditoria na instituição. O requerimento  tem como base o corte do fornecimento de energia elétrica nos cinco campis da instituição, atribuído à falta de recursos para o pagamento da conta de luz por conta do contingenciamento promovido pelo Governo Federal.

 “Isso não tem fundamento. Por que atrasou, não pagou a conta e cortou a luz? Acho uma puta babaquice”, disse Jayme após, sessão solene do Pleno do Tribunal de Justiça (TJ) para entrega da medalha do Mérito Judiciário Desembargador José de Mesquita ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, nesta quinta (18).

Rdnews/Montagem

Jos� Medeiros Myrian Serra

José Medeiros fez pedido para que o MEC investigue gestão de Myrian Serra, após corte

Para Jayme, Medeiros está politizando a questão, porque Myrian Serra foi nomeada pela ex-presidente da República Dilma Rousseff (PT). Em sua avaliação, a iniciativa do parlamentar, que é vice-líder do Governo Jair Bolsonaro (PSL) na Câmara dos Deputados, não contribui com a democracia.“Imagina se a reitora deixaria cinco campis ficar sem luz se tivesse dinheiro em caixa. Imagina  levar para o campo político uma dificuldade financeira. Isto é um absurdo. Uma babaquice de quem quer levar um problema financeiro, como se  fosse político".

Após o corte, o MEC sustenta que liberou R$ 4,5 milhões, na última sexta (12) para o pagamento do débito da UFMT que somava R$ 1,8 milhão e que eram contas  anteriores ao anúncio do contingenciamento.  Para Abraham Weintraub e Medeiros, o problema é de gestão.

Já Myrian alega que o recurso estava empenhado, mas foi liberado somente após o corte da energia elétrica. O fornecimento foi restabelecido pela Energisa após aproximadamente sete horas.